Skip to end of metadata
Go to start of metadata

1. Execute o debug

Após configurar uma execução para seu projeto, você pode rodá-la em modo de debug pressionando Shift + F9.

Na ferramenta de Debug você pode ver a lista de frames e threads com seus estados, variáveis e watchers. Quando você seleciona um frame você visualiza as variáveis correspondentes ao frame selecionado.

2. Atalhos úteis

  • Alternar breakpoint: CtrlF8 (Cmd + F8 para Mac)
  • Retomar o programa: F9
  • Pular etapa (step over): F8
  • Entrar na etapa (step into): F7
  • Parar: Ctrl + F2 (CmdF2)
  • Ver detalhes ou todos os breakponts: ShiftCtrlF8
  • Depurar código no cursor: ShiftCtrlF9 (por exemplo: se você estiver no método main)

3. Smart step into 

Algumas vezes acontece de você ficar em uma linha e querer ir a uma etapa num método em específico, mas não o primeiro que você invocou. Neste caso você pode usar o Smart step into, pressionando Shift + F7 (CmdF7) para escolher o método. Isso é um grande poupa tempo.

4. Drop frame

No caso de você desejar "voltar no tempo" enquanto depura, você pode fazê-lo pela action Drop Frame. É de grande ajuda se você avançou muitas etapas erroneamente. O Drop Frame não vai reverter o estado global da sua aplicação mas ao menos vai lhe permitir voltar na pilha de frames.

5. Rodar no cursor

Algumas vezes você precisa retomar o programa e parar em outra linha de código, sem adicionar outro breakpoint. Fácil: é só apertar AltF9.

6. Marcar instância

Se você quer que uma instância em específico seja sempre reconhecida enquanto depura, você pode marcá-la com um rótulo colorido com  F11 ou pelo menu de contexto nas abas Variables e Watches..

A próxima vez que esta instância aparecer nos watchers, variáveis ou no cálculo de expressão, você verá o rótulo.

7. Cálculo de expressão

Enquanto estiver no modo de depuração você pode calcular qualquer expressão usando a ferramenta de cálculo de expressão pressionando AltF8.

Esta ferramenta provê acabamento de código como no editor, desta maneira é muito fácil introduzir qualquer expressão.

Se você tiver quaisquer instâncias marcadas com rótulos, o acabamento de código irá lhe oferecer seus nomes, então você poderá calculá-los.

8. Detalhes e condições para breakpoints

Se você quiser alterar os detalhes do breakpoint você pode usar o atalho ShiftCtrlF8 (ShiftCmdF8). Aqui você pode especificar a condição para o breakpoint.

E se você tiver qualquer instância marcada com um rótulo você pode usá-la também na expressão da condição.

Paa ver todos os breakpoints no projeto (com mais configurações avançadas, pressione ShiftCtrl +F8 (ShiftCmd +F8) novamente.

9. Breakpoints em atributos

Em adição aos breakpoints condicionais você também pode usar atributos para os breakpoints. Estes breakpoints param quando um atributo é acessado para leitura ou escrita. Para criar este tipo de breakpoint apenas clique na margem enquanto segura Alt.

10. Breakpoints de ação

Outra action que pode ser útil se você quiser calcular algo em uma linha específica do código sem fazê-lo parar de fato.Você pode criar um simplesmente clicando na margem com Shift.

11. Breakpoints temporários

Para criar breakpoints que param somente uma vez, clique na margem enquanto segura ShiftAlt.

12. Desabilitar breakpoints

É também muito útl saber que qualquer breakpoint pode ser facilmente desabilitado clicando na margem enquanto segura Alt.

13. Recarregar as alterações e troca rápida

De vez em quando você vai precisar inserir pequenas alterações no seu código sem desligar o processo. Uma vez que a JVM tem como feature o HotSwap, o IDE manipula esses casos automaticamente e sugere a você recarregar as classes modificadas sempre que você compilar as classes alteradas em modo de depuração.

Tenha em mente que o HotSwap da JVM tem algumas restrições e pode não recarregar atributos ou métodos estáticos.

14. Debug remoto

Algo que definitivamente você deve saber sobre depurar no IntelliJ IDEA é o Debug Remoto: conectando o debugger a um processo já rodando em uma porta específica em outro host. Desta maneira você pode conectar o debugger aos seu servidor de aplicação rodando separadamente.

Para criar uma configuração remota vá para a edição de execuções (Run → Debug ou Ctrl + ShiftF9)  e adicione um uma configuração Remota (+ → Remote). Certifique-se de especificar corretamente o host e a porta antes de rodar esta configuração.

15. Configurações

Se desejar alterar as configurações padrão para o debugger, acesse Settings → Debugger.



  • No labels